Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Há sempre um fim

Sábado, 31.07.10

"Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes!

E eu acreditava.

Acreditava, porque ao teu lado

todas as coisas eram possíveis.

Mas isso era no tempo dos segredos.

Era no tempo em que o teu corpo era um aquário.

Era no tempo em que os meus olhos

eram os tais peixes verdes.

Hoje são apenas os meus olhos.

É pouco,mas é verdade: Uns olhos como todos os outros,

já gastamos as palavras.

Quando eu digo: meu amor...

já não se passa absolutamente nada

e no entanto,antes das palavras gastas,

tenho a certeza

de que todas as coisas estremeciam

só de murmurar o teu nome no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.

Dentro de ti não há nada que me peça água.

O passado é inútil como um trapo.

E já te disse: as palavras estão gastas.

ADEUS.

Eugénio de Andrade

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por dolce_vita às 16:49


4 comentários

De Rosinda a 01.08.2010 às 08:36

Belíssimo poema de Eugénio de Andrade. Gostei muito.
Mas... dizer adeus custa tanto...
Um beijo

De dolce_vita a 01.08.2010 às 19:09

Obrigada pela visita.
Custa muito...adeus é uma palavra que só deve ser dita quando sentimos
que já nada mais haverá a fazer.Apenas adeus.
Bj
RS

De angel a 06.08.2010 às 13:02

Esperemos que seja só um Adeus por momentos...aguardo um regresso...beijinhos grandes e com carinho =)

De crema seno a 03.09.2010 às 12:49

Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031